LIRA SANTANA DE SIMÃO DIAS/SE

sábado, 14 de março de 2009

A MÚSICA E A GEOGRAFIA

BRASIL, TERRA DA MÚSICA.
Imagine zero Brasil sem musica. E quase impossível Aonde quer que se vá, encontraremos alguém Dan, ouvindo ao fazendo musica. Seja nas nossas famosas celebra6es ao num dia normal.
Muito da alegria do Brasil tem a ver com a sua musicalidade e seus ritmos
Tão admirados, herança de um país multicultural, palco da influencia de diversos povos. . Conheça alguns de nossos ritmos e as regiões onde eles ocorrem.

O forró e um ritmo nordestino, resultado da mistura das influencias indígena, africana e européia. Ao ser dançado, remete a essas origens: tem zero arrastar dos pés das danças dos índios, os batuques africanos e as danças de salão européias. Segundo a lenda, zero nome surgiu de uma expressão em inglês. No início do século XX, engenheiros ingleses e americanos instalados no Nordeste promoviam festas abertas ao publico. Nessas ocasi6es, colocavam tabuletas nos canteiros
De obras onde se lia "for al.." (para todos), que rapidamente transformou-se em "forró" na boca do povo. No entanto, pesquisadores brasileiros afirmam que a palavra vem da redução de "forrobodó", que significa arrasta-pé, farra, confusão, desordem.
O forró e na verdade um conjunto de estilos musicais relacionados. Entre eles estão zero baião, a
. coco, 0 rojão, a quadrilha, 0 chamado o e 0 xote.
A Bahia provavelmente foi 0 berço do samba, onde 0 ritmo £oi criado pelos escravos, com batida e ritmos pr6prios. Com a transferência de muitos deles para 0 estado do Rio de Janeiro, foi no Sudeste que 0 samba despontou, ganhando um novo perfil e outros instrumentos. Alguns estudos indicam que essa nova versão surgiu no início do século XX, como resultado da mistura do maxixe, do lundu e da modinha.
E caracterizado por seu ritmo marcado geralmente pelo surdo ou tanta. Outros instrumentos importantes são 0 cavaquinho, 0 pandeiro e a violão.
o samba "Pelo telefone" (Donga e Mauro Almeida) e considerado 0 primeiro samba gravado e foi responsável pela popularização do gênero. Este ritmo desenvolveu-se de tal forma que deu origem a vários outros estilos: 0 samba-canção, 0 samba-enredo, 0 pagode, 0 partido alto, 0 samba de breque, a bossa-nova, a samba-reggae, 0 samba-de-roda, 0 samba-rock e outros.
Não é a toa que 0 samba é um dos gêneros musicais mais populares e considerados 0 ritmo oficial do Brasil.
o chamamé e um rítmo popular em estados como 0 Mato Grosso do SuI, mas ele nasceu na Argentina. E apreciado também no Paraguai e em outros estados brasileiros. Ele e resultado da mistura de raças ao longo do tempo, reunindo a cultura dos índios guarani, dos espanhóis e dos imigrantes italianos.
Na sua execução, os principais instrumentos utilizados são 0 acordeão e 0 violão.
NORTE - CARIMBÓ
E provável que 0 carimbó tenha nascido na llha de Marajá, como variação da xula e do lundu, ritmos de origem indígena e negra. Por intermédio dos pescadores marajoaras 0 gênero chegou ao Para, onde se solidificou e £oi batizado.
A sua formação instrumental original consistia em dois curimbós (atabaques), uma flauta de madeira, maracas e uma viola cabocla de quatro cordas, que depois foi substituída pelo banjo artesanal. Hoje, incorpora outros instrumentos de sopro, como flautas, clarinetes e saxofones.
Nos anos 60 e 70,0 carimbó foi modernizado com a introdução de instrumentos elétricos, como a guitarra, e alguns toques do merengue e da cúmbia e acabou gerando a lambada.
Muito popular no suI do país, este ritmo
tem origem nos Açores e na Ilha da Madeira (arquipélagos portugueses). E urna musica alegre, em dois tempos e ritmo complexo e sincopado, que surgiu de uma dança de coreografia livre e alguns movimentos básicos. E executada na Argentina, no Uruguai e no Brasil. No Rio Grande do SuI, ela esta relacionada aos costumes e temáticas campeiros. A chamarrita também e conhecida como chamarra ou chimarrita.

Um comentário:

Rodrigo disse...

Raimundo, muito interessante a sua publicação, destacando a parceria da musica e geografia, pois bem destacando cada ritmo nas suas referidas regiões, sem esquecer que a música é uma ótima sugestão para se trabalhar em sala.